quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Porque EU preciso

A FAVOR DE GENTE NÃO TRANSPARENTE
(ou melhor dizendo: que tal reaprendermos a arte de calar?)

Uma coisa que me incomoda hoje em dia é o excesso de sinceridade das pessoas. É um tal de jogar verdades na cara, de falar o que se pensa sem ser questionado... Deus me livre! E o mais agravante: as palavras são ditas sem que ninguém se dê ao trabalho de se colocar no lugar do outro. (Ei, eu precisava ouvir isso agora?). Não importa. A necessidade de DIZER calou o bom senso.

Penso sobre isso e me pergunto: onde está a gentileza e a boa educação? Para quê tanta falta de noção (consigo mesmo e com os outros)? Será que a tecnologia, com seus blogs, twitters e tudo mais, nos deixaram livres demais e esquecemos nossos filtros internos na vida real? Será que nos tornamos tão individualistas que perdemos o fio da meada? Isso me deixa confusa, confesso. Nossas pequenas necessidades não deveriam ser mais importantes que o outro. Morro de medo de me perder nisso e me questiono diariamente: será que estou me tornando uma pessoa para a qual eu escreveria esse texto?

É, turma. Ser gentil nos dias de hoje se tornou um exercício. Saber a hora certa de falar (ou de calar) também. Está a fim de dizer abobrinhas? Vai pra terapia, tem gente (boa) especializada nisso. Está a fim de descarregar suas frustrações? Vai pra uma aula de boxe, dá uma corrida, abraça uma árvore... Mas, por favor, não diga em nome da pobre-coitada da sinceridade, verdades que só irão piorar o seu dia (ou o do outro).

Será que antigamente era assim? Nossas avós e bisavós diziam tudo o que pensavam e ainda se orgulhavam disso? Pelo que eu me lembre, não. Mas posso estar enganada. As mulheres da minha família têm muito jogo de cintura e sempre souberam a hora certa de NÃO dizer. Porque – vamos combinar! - o que não dizemos, às vezes, é muito mais importante do que aquilo que foi dito. Será que ninguém se lembra daquelas conversas que, quando crianças, tínhamos com os adultos e eles nos ensinavam que, se não temos nada de bom a acrescentar, deveríamos ficar quietas? Escrevo isso e me lembro daquela famosa frase que sempre surge nos horóscopos e conselhos dos mais sábios: “a palavra é de prata, mas o silêncio é de ouro”.

Então tá. Se fosse fácil, não estaríamos vivendo essa crise de sinceridade mundial. Existe uma linha tênue aí. Nós adoramos falar e mostrar nossas opiniões. Expressar-se é uma das melhores coisas do mundo (e estou aqui – escrevendo - para provar). Mas quando isso prejudica (ou magoa) o outro, então é melhor pensar duas vezes, concordam? “A verdade salva!”, alguém, gritou! Sim, em alguns casos, salva. Mas, em outros, pode dar uma confusão danada. Ou gerar sentimentos que poderiam ficar fora do roteiro.

Quer exemplos simples pra ilustrar? Uma amiga está fazendo dieta a duras penas e ouviu, da professora de inglês, que parece estar mais gorda do que há um mês atrás. PRECISAVA? Mais: um rapaz saiu, após seu divórcio, com minha vizinha, e falou durante todo o primeiro encontro sobre como a ex-esposa era maluca e como atiravam objetos um no outro. SENSATO? Uma outra conhecida (que também acha que as pessoas cometem sincericídio nos primeiros encontros) saiu com um paquera incrível e disse, antes do garçom chegar, que faltou à depilação só pra não correr o risco de ceder aos encantos do moço e deixar que ele a levasse pra cama (coisa que nunca aconteceu). E a lista não para nunca: o namorado de uma prima contou que já teve um affair (antes do casal se conhecer) com uma amiga do trabalho. NECESSÁRIO? Não. Ainda mais que a mulher é o uó do penacho preto, ainda trabalha no local e minha prima agora fica se questionando sobre o mau-gosto do rapaz. (Além de fantasiar que a ex vai chegar de cinta-liga tamanho extra-extra-extra-large para trabalhar).

Pergunto a vocês: nesses casos, o que salva? A verdade ou o silêncio?

Aí vem algum boçal e me diz: a verdade dói, meu bem. Eu concordo. A verdade dói SIM e, por isso mesmo, deve ser dita com muito jeito. Entende? Eu não compreendo que moda é essa de dizer tudo o que se passa pela cabeça. Cadê o filtro, gente? Pra que tanta verdade? Ou melhor: por que essa necessidade de ser tão transparente? É alguma culpa católica? As pessoas, em nome da verdade, vão ser absolvidas por serem más ou egoístas? Por magoarem o outro? Eu vou falar uma coisa que eu guardo a sete-chaves: eu sempre desconfio de gente que se diz transparente. Dá pra confiar em alguém assim? Pra começar, quem se diz transparente, mente. Todo mundo tem seus sagrados. Seus segredos. Seus mistérios. E é bom que eles sejam preservados. Por isso, preserve-se. Preserve-os. E saiba a hora certa de se calar porque – convenhamos –a gente tem dois ouvidos e uma só boca não é à toa.

autora: www.fernandacmello.blogspot.com

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

fotoshop ?!?

...Quanta diferença...



(Cadê o peito que estava alí??? hahaha)
beijocas

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Mimo de Natal

Coisa mais fofa...





uma ótima 3ª
beijinho

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

O Conjunto...

Esse lugar... esse vestido... esse romantismo...
Simplesmente dispensa comentários...




Um beijo

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Serenidade...

Concedei-me
Serenidade para aceitar as coisas
que não posso modificar,
Coragem para modificar aquelas que posso,
e Sabedoria para perceber a diferença...



uma linda 4ª feira...
Beijinho

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Será ?!?



P.s.: eu gosto do meu trabalho... Acho que esse "stress" profissional depende muito mais doque somente a profissão em si! Depende do local em que você trabalha, com quem você trabalha, o trânsito que enfrenta até chegar ao local do seu trabalho... Enfim, se não está feliz fazendo o que faz então busque um trabalho "melhor"... ou um lugar melhor... ou mude seu etinerário... e por fim: faça o que você se dispôs a fazer, bem feito!

Um beijinho!

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Brasil Brasileiro

Por Arnaldo Jabor...

- Brasileiro é um povo solidário.
Mentira. Brasileiro é babaca.
Eleger para o cargo mais importante do Estado um sujeito que não tem escolaridade e preparo nem para ser gari, só porque tem uma história de vida sofrida;
Pagar 40% de sua renda em tributos e ainda dar esmola para pobre na rua ao invés de cobrar do governo uma solução para pobreza;
Aceitar que ONG's de direitos humanos fiquem dando pitaco na forma como tratamos nossa criminalidade.
Não protestar cada vez que o governo compra colchões para presidiários que queimaram os deles de propósito, não é coisa de gente solidária.
É coisa de gente otária.

- Brasileiro é um povo alegre.
Mentira. Brasileiro é bobalhão.
Fazer piadinha com as imundices que acompanhamos todo dia é o mesmo que tomar bofetada na cara e dar risada.
Depois de um massacre que durou quatro dias em São Paulo, ouvir o José Simão fazer piadinha a respeito e achar graça, é o mesmo que contar piada no enterro do pai.
Brasileiro tem um sério problema.
Quando surge um escândalo, ao invés de protestar e tomar providências como cidadão, ri feito bobo.

- Brasileiro é um povo trabalhador.
Mentira. Brasileiro é vagabundo por excelência.
O brasileiro tenta se enganar, fingindo que os políticos que ocupam cargos públicos no país, surgiram de Marte e pousaram em seus cargos, quando na verdade, são oriundos do povo.
O brasileiro, ao mesmo tempo em que fica indignado ao ver um deputado receber 20 mil por mês, para trabalhar 3 dias e coçar o saco o resto da semana, também sente inveja e sabe lá no fundo que se estivesse no lugar dele faria o mesmo.
Um povo que se conforma em receber uma esmola do governo de 90 reais mensais para não fazer nada e não aproveita isso para alavancar sua vida (realidade da brutal maioria dos beneficiários do bolsa família) não pode ser adjetivado de outra coisa que não de vagabundo.

- Brasileiro é um povo honesto.
Mentira. Já foi; hoje é uma qualidade em baixa.
Se você oferecer 50 Euros a um policial europeu para ele não te autuar, provavelmente irá preso.
Não por medo de ser pego, mas porque ele sabe ser errado aceitar propinas.
O brasileiro, ao mesmo tempo em que fica indignado com o mensalão, pensa intimamente o que faria se arrumasse uma boquinha dessas, quando na realidade isso sequer deveria passar por sua cabeça.

- 90% de quem vive na favela é gente honesta e trabalhadora. Mentira. Já foi. Historicamente, as favelas se iniciaram nos morros cariocas quando os negros e mulatos retornando da Guerra do Paraguai ali se instalaram.
Naquela época quem morava lá era gente honesta, que não tinha outra alternativa e não concordava com o crime.
Hoje a realidade é diferente.
Muito pai de família sonha que o filho seja aceito como 'aviãozinho' do tráfico para ganhar uma grana legal.
Se a maioria da favela fosse honesta, já teriam existido condições de se tocar os bandidos de lá para fora, porque podem matar 2 ou 3 mas não milhares de pessoas.
Além disso, cooperariam com a polícia na identificação de criminosos, inibindo-os de montar suas bases de operação nas favelas.

- O Brasil é um pais democrático.
Mentira. Num país democrático a vontade da maioria é Lei.
A maioria do povo acha que bandido bom é bandido morto, mas sucumbe a uma minoria barulhenta que se apressa em dizer que um bandido que foi morto numa troca de tiros, foi executado friamente.
Num país onde todos têm direitos mas ninguém tem obrigações, não existe democracia e sim, anarquia.
Num país em que a maioria sucumbe bovinamente ante uma minoria barulhenta, não existe democracia, mas um simulacro hipócrita.
Se tirarmos o pano do politicamente correto, veremos que vivemos numa sociedade feudal: um rei que detém o poder central (presidente e suas MPs), seguido de duques, condes, arquiduques e senhores feudais (ministros, senadores, deputados, prefeitos, vereadores).
Todos sustentados pelo povo que paga tributos que têm como único fim, o pagamento dos privilégios do poder. E ainda somos obrigados a votar.

Democracia isso? Pense!
Na minha opinião, um dos maiores responsáveis pelo caos que se tornou a política brasileira foi o famoso jeitinho brasileiro. Brasileiro se acha malandro, muito esperto.
Faz um 'gato' puxando a TV a cabo do vizinho e acha que está botando pra quebrar.
No outro dia o caixa da padaria erra no troco e devolve 6 reais a mais, caramba, silenciosamente ele sai de lá com a felicidade de ter ganhado na loto.... malandrões, esquecem que pagam a maior taxa de juros do planeta e o retorno é zero. Zero saúde, zero emprego, zero educação, mas e daí?
Afinal somos penta campeões do mundo né? Grande coisa...

O Brasil é o país do futuro. Caramba, meu avô dizia isso em 1950. Muitas vezes cheguei a imaginar em como seria a indignação e revolta dos meus avôs se ainda estivessem vivos. Dessa vergonha eles se safaram...
Brasil, o país do futuro!? Hoje o futuro chegou e tivemos uma das piores taxas de crescimento do mundo.

O que me deixa mais triste e inconformado é ver todos os dias nos jornais a manchete da vitória do governo mais sujo já visto em toda a história brasileira.

Para finalizar tiro minha conclusão:
O brasileiro merece! Como diz o ditado popular, é igual mulher de malandro, gosta de apanhar. Se você não é como o exemplo de brasileiro citado nesse texto, meus sentimentos amigo, continue fazendo sua parte, e que um dia pessoas de bem assumam o controle do país novamente. Aí sim, teremos todas as chances de ser a maior potência do planeta. Afinal aqui não tem terremoto, tsunami nem furacão.
Temos petróleo, álcool, bio-diesel, e sem dúvida nenhuma o mais importante: Água doce!
Só falta boa vontade, será que é tão difícil assim?

Arnaldo Jabor.



Um abraço

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

feriado 15/11

Pessoas, amanhã pego a estrada rumo a Cascavel!
Passar o feriado com meu irmão e cunhada... Vai ser só festa!

Se cuidem por aqui...
E tenham um feriado inspirador...

"porque o amor é fogo que arde sem se ver..."




Um beijo...

Previsão

ESCORPIÃO:

Fique livre de tudo que não tem mais a ver, fique livre da obrigação disso ou daquilo, fique livre de si mesmo. E passe a sonhar os sonhos mais inspiradores.

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Meu Time do ♥

e as fotos finais do projeto!!! Lindo!!!





mais detalhes no site globo.com/esportes

Um beijinho vermelho-e-preto pra vcs!!!

terça-feira, 9 de novembro de 2010

09/11

Essa data tem dois significados muito importantes na minha vida!
No dia 09/11/1978, meus pais se casavam... Depois de longos 5 anos, entre namoro e noivado! Era uma noite de primavera muito chuvosa, e fria para aquela epoca do ano! De ultima hora minha mã teve que alugar um casaco de pele branco, para poder "suportar" a noite estranha do mês de novembro... (e ela estava linda... embora não possa dizer o mesmo de meu pai... hahaha... com um cabelo tigela -normal para a epoca- porém a roupa impecável)
Enfim... exatos 4 anos depois, em 09/11/1982, mamãe ganhava seu 2° filho!!! EUZINHA!!! Isso mesmo, no mesmo dia e mês =)
Por isso lá em casa nesse dia, sempre tem 2 bolos, vários "feliz aniversário"... enfim... 32 anos de casados e eu, 28 anos de vida!!!
Então, um feliz aniversário à nós (mãe, pai e eu!)

E como aqui no blog não tem post sem fotos, decidi unir as "festividades" também nas fotos!!!
Acho os cupcakes lindos, charmosos, e muito saborosos!!! (são aqueles bolinhos individuais, servidos em forminhas das mais variadas formas e decoração)














Espero que gostem, e se quiserem saborear essa delicia, podem pedir pela internet!!!

A Dina Ulbrich (do blog nossaalegria.blogspot.com) e sua amiga Carol Carvalho se aventuraram nessa maravilha gastronômica e oferecem os mais lindos e diferentes cupcakes da net =)

Mais informações:
http://www.cupcakescuritiba.com.br
http://twitter.com/cupcakecuritiba


Um beijinho...
=)

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Da casa da nona

Armários... Antigos e de vários modelos...
Amei todos!









Beijinhos

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Novidade

Eu já falei que vou embora deste lugar?
E ir para um muito, mas muuuito melhor? Pois bem, estão avisados...







Masss, como ainda (eu disse AINDA) não possuo uma moradia nas Maldivas, estou me concentrando em Asunción mesmo!!! e em um projeto muito dos bons por lá!!!
planejamentos, pesquisas, aiai... Qualquer hora eu conto o que é!!!

Beijocas

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Danilo Gentili - Dilma NÃO!



http://www.youtube.com/watch?v=soJwk3kD0vI&feature=youtube_gdata_player

muito engraçado, além de pertinente!!!

uma boa quarta feira...

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

festa a fantasia

Olá ♥
Hoje estou meio empolgada... tenho uma festa bacana pra ir... e adivinhem: a fantasia!
Ontem (sim, só ontem) fui atrás do que vestir!
Me encantei com uma fantasia de espanhola e acabei por alugar esta mesma! =)
Ela é vermelha e branca, de bolinhas... vem com leque, flor pro cabelo e mais aquele pentinho com o véu... um charme...
Fui então pesquisar na net sobre penteados típicos das espanholas, e adivinhem de novo: achei vestidos e penteados di-vi-nos!!!
(dêem uma espiadinha)








besos niñas
=)

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Carta ao Presidente

uma pessoa que salva vidas, foi ainda mais adiante...

"Bom dia, Luiz Inácio!

Sabe Luiz, tal como você, também sou de origem humilde. Minha mãe lavou muita roupa e fez muito crochê para me criar. Depois, minhas
irmãs cresceram e foram ser tecelãs numa indústria em Bauru ...
Estudamos em escola pública. Naquele tempo nem calçado tinha. Ganhava roupas usadas e me sentia uma rainha.
Com muito custo estudamos, Luiz Inácio!
Desde 5 anos eu já ajudava em casa para minhas irmãs trabalharem e minha mãe também. Com 12 anos comecei a trabalhar fora, como doméstica, depois metalúrgica, até que terminei meu colégio e
ingressei numa Universidade Pública.
Luiz Inácio, nunca fiz cursinho, nunca fui incentivada, levantava às 4 e ia dormir uma da manhã; tomava vários ônibus.
Caminhava muito, comia pouco, vivia para os estudos e, engraçado, nunca perdi um ano, nunca perdi uma aula e, Graças a Deus, em 1983 me formei em Medicina. Me especializei, me casei e junto com meu marido luto para dar o melhor para as minhas filhas.
Hoje sou preceptora em uma Universidade, ganho tão pouco que é uma vergonha ser médico nesse país... depois que você quis brincar de presidente, as coisas pioraram ainda mais, mas o que se há de fazer.
Agora, vem cá: Você é pobre e não teve condição de estudar ? ? ?
Não me engana com esse rosário... mas não mesmo...
Sua mãe era analfabeta? Empatamos; a minha também, eu ensinei a ela conforme ia me alfabetizando até aparecer o Mobral - desculpinha esfarrapada essa sua heim???
Eu engoli você esses 8 anos, com suas gafes, seus roubos, (e como sei de
coisas... conheço o Palocci)... e sempre fiquei na minha, quieta porque é um direito seu....
Mas, hoje, ao ligar a televisão e ver você, hipocritamente, chamar a todos os brasileiros de burros e incompetentes, lamento. Mas foi a gota d'água! ...
Não julgue os outros por você... não me compare a sua laia ... Sou
apolítica, mas sou brasileira e em momento algum o senhor fez por merecer todo carinho que essa gente lhe dá.
Luiz Inácio, falar que o POVO BRASILEIRO NÃO TEVE INTELIGÊNCIA SUFICIENTE PARA DECIDIR A ELEIÇÃO,
creia, foi a pior frase que você poderia ter dito...
Posso até concordar que 48% não teve inteligência porque vive na ignorância, na mesma que você julga que o povo brasileiro tem.
Eu só espero que essa sua frase, dita num sorriso de quem já tinha bebido todas... ecoe de Norte ao Sul do País e acorde esse povo que como eu lutou muito para chegar onde está... que como eu, não agüenta mais pagar impostos para o senhor e sua corja gastarem com sabe-se lá o que.
Foi mal Luiz Inácio... muito mal mesmo!

Uma brasileira
DRA. MARISE VALÉRIA SANTOS-CRM 77.577-SP

"O que me preocupa não é o grito dos sem ética, dos sem caráter, dos
corruptos, dos sem vergonha. O que me preocupa é o silêncio dos bons".

terça-feira, 19 de outubro de 2010

All you need is love

There's nothing you can do that can't be done...



Nothing you can sing that can't be sung...



No one you can save that can't be saved...



There's nothing you can know that isn't known...



Nothing you can see that isn't shown...



Nowhere you can be that isn't where you're meant to be...



All you need is love...



Love is all you need!!!